Dica: Nine Muses, as musas do K-Pop


Eu sei que o K-Pop tem muitas musas, mas o nome do grupo Nine Muses já diz tudo, né? Eu as conheci uns anos atrás e foi uma das minhas melhores descobertas. Se você curte música coreana e girl groups, então essa dica vai ser maravilhosa pra você, e se não ouve, bom... é hora de dar uma chance, garanto que não vai se arrepender!

Apesar de terem um reconhecimento razoável, o grupo não é tão febre assim como as lendas Girls Generation e as novatas do BLACKPINK. É por isso mesmo que a palavra de Nine Muses precisa chegar até o mundo! Elas foram formadas pela empresa Star Empire Entertainment (divulga elas direito, eu imploro!) em 2010 e ainda estão na ativa. De lá pra cá, entraram e saíram integrantes e só sobrou uma da formação original.

As músicas são super dançantes e animadas, mas também tem aquelas mais levinhas. Elas tem uma pegada muito sexy, como a grande maioria dos grupos femininos coreanos. Abaixo eu selecionei minhas músicas favoritas, então dê o play!



Doctor Who: o 13º Doctor é uma mulher!


A BBC acabou de anunciar que a atriz Jodie Whittaker será a décima terceira doutora em Doctor Who e EU TO MUITO FELIZ! Comecei a acompanhar a série ano passado (um pouco tarde...) e acabei amando demais. Depois de tudo de mais incrível que vi com a série, o fato de agora o Doctor ser uma mulher vai ser o que mais vai fazer meus olhos brilharem.

Usar "o" no título desse post pra se referir à Doctor foi estranho, mas necessário pra dar ênfase na diferença que agora é uma MULHER depois de 50 anos só sendo representadx por homens. Pra quem não conhece, Doctor Who é uma série sobre um Time Lord (agora Time Lady 😍), um alienígena com aparência humana que fugiu de seu planeta e viaja pelo espaço tempo sempre resolvendo vários problemas pelo universo. É uma série ícone da cultura pop e apesar de ser um fenômeno mundial, onde faz mais sucesso é na sua terra de origem, o Reino Unido. Existe a série clássica de 1963 e a série moderna de 2005, elas seguem a mesma linha do tempo, mas não é necessário assistir a clássica pra entender a moderna (farei futuramente um post mais detalhado sobre a série e a cronologia). O ponto é que os Time Lords são uma espécie meio que com gênero fluído, quando estão morrendo, se regeneram e se transformam numa "outra" pessoa. Isso faz com que eles possam ser um homem ou uma mulher ao longo da vida, várias vezes. Mas somente agora, em 2017, Doctor será uma mulher.



Depois de vários rumores e vários atores e atrizes supostamente cotados pra interpretarem o Doctor, eu realmente não esperei que seria uma mulher. Eu queria MUITO, mas não esperava. O anúncio foi bem mais especial por isso. A ansiedade pro especial de Natal que vai ao ar em dezembro e pra 11ª temporada agora aumentou demais, vai ser incrível.

É uma conquista pras mulheres também, tendo cada vez mais representação em filmes e séries de sucesso desbancando o bom e velho machismo que estamos acostumados em ver muito mais representação masculina do que feminina. Então que venha a Time Lady!

Porque a Selena Gomez merece seu respeito e atenção


Quando era 2008 indo pra 2009 eu comecei a assistir o Disney Channel e conheci várias séries, animações e artistas incríveis que fizeram parte da minha adolescência. Alguns desses foram "Os Feiticeiros de Waverly Place" e a Selena Gomez, que era a estrela principal. Não demorou muito e virei fã, tanto que eu a acompanho até hoje, com muito orgulho.

Selena sempre se mostrou uma artista focada no que faz, que ama seus fãs e é uma boa pessoa. Não precisa conhecê-la pessoalmente pra saber disso, visto que a cantora e atriz sempre se mostrou dessa forma e diferente da maioria dos artistas, fica longe de polêmicas (as que envolvem fazer coisas erradas). Ao logo da carreira, já prestou apoio a diversos hospitais de crianças, fãs doentes, instituições de ajuda aos animais e à causas, como a comunidade LGBT.

Mesmo com tantas coisas positivas, seu namoro com você-sabe-quem lhe causou muitas manchetes e muita dor, porque além das dificuldades do relacionamento, Gomez teve que aguentar a mídia em cima dela de forma incessante. Mas isso tudo também nos trouxe The Heart Wants What It Wants. Essa música foi a primeira que chamou a atenção da evolução da Selena pro público. Essa evolução que vinha acontecendo desde o lançamento do seu primeiro álbum Kiss & Tell e outros trabalhos como atriz.

Desde que saiu da gravadora Hollywood Records e cortou os últimos vínculos com a Disney, Selena amadureceu muito e a cada lançamento musical e cinematográfico (principalmente nos papéis em The Fundamentals of Caring e In Dubious Battle) vêm mostrando sua evolução ao público. Isso tudo passando por períodos conturbados tendo que cancelar duas turnês mundiais por problemas de saúde causados não apenas psicologicamente, mas também porque ela tem lúpus, uma doença autoimune.

Seu último álbum Revival agradou as críticas e o público, quebrando vários recordes. Sucedendo isso, seus últimos singles "Bad Liar" e "Fetish" também já caíram no gosto. "Fetish", inclusive, que em menos de 24 horas alcançou o topo do chart musical em mais de 40 países. Selena Gomez conquistou seu espaço como artista e continua expandindo seu legado com cada trabalho. É por todos esses motivos que você deve prestar mais atenção nela e curtir esses talentos.

O anime Little Witch Academia e sua magia!


Eu sempre estranhei que eu nunca fui muito chegado em animes, mas com o tempo comecei a dar chance e assistir alguns. Foi aí que, passando pela Netflix, eu encontrei um curta chamado Little Witch Academia, que me chamou atenção pela arte que era muito linda mesmo. Fui ler sobre e assisti, e não é que eu AMEI? Depois fui assistir ao outro curta - ou como os mais entendedores de animes chamam, o OVA (Original Video Animation) - e então amei mais ainda.

Conta a história de Akko, uma garota que sonha em se tornar uma bruxa de talento, quando ela entra em uma academia de bruxas. De início, há uma certa semelhança com Harry Potter, mas conforme você vai conhecendo o anime, descobre que é muito mais. Não quero contar muito pra não estragar.


Esse primeiro curta (ou OVA, como você preferir) nasceu de um programa do governo japonês para jovens animadores. Fez tanto sucesso que foi feito um segundo, e aí o estúdio Trigger resolveu fazer um anime completo com 25 episódios! Foi exibido esse ano no Japão e é distribuído internacionalmente pela Netflix (se quiser conferir lá e assistir, clique aqui).

Eu recomendo muito assistir, tanto quem já gosta de animes como pra quem quer conhecer. Tem ação, comédia e muita aventura. É super fofo e ao longo de todos os arcos, cria uma mitologia enorme e muito, mas muito mágica e com vários ensinamentos importantes.

Pop de qualidade: conheça Jain e sua "Dynabeat"


Hoje venho trazer um pouco de música aqui pro blog. Sempre vivo achando artistas com músicas ótimas e que tem pouco reconhecimento e desempenho comercial, o que é uma pena porque merecem muito mais que isso. E hoje acabei de conhecer a estreante Jain!

Jain (cujo verdadeiro nome é Jeanne Galice) é uma cantora francesa e já lançou seu primeiro álbum intitulado Zanaka! Ela canta um pop super gostoso e ela lançou hoje o clipe pra música "Dynabeat". É bem dançante e delicinha de ouvir, o clipe é super bem produzido e cheio de efeitos legais.

Se você tá afim de conhecer música nova, aperta o play: